sábado, 5 de setembro de 2015

Bom Jardim: Polícia Federal não aceita negociação com advogados de Lidiane.


     O superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Alexandre Saraiva, confirmou na manhã desta sexta-feira (04) que a defesa da prefeita afastada de Bom Jardim, Lidiane Leite está tentando negociar sua entrega com a Polícia Federal.

 Saraiva disse ao G1, entretanto, que não aceitará nenhum tipo de negociação com o advogado de defesa da prefeita. “Não aceito negociações. Não vamos dar nenhum privilégio a ela”, disse Saraiva.

saiba mais

 Lidiane Leite está foragida desde o dia 20 de agosto quando teve sua prisão decretada pela "Operação Éden", da Polícia Federal que investiga desvios de verbas da educação referentes à merenda escolar e à reforma de escolas.

 A operação prendeu ex-secretários de Agricultura, Antônio Gomes da Silva, conhecido como 'Antônio Cesarino' – também presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Bom Jardim (STTR) – e de Assuntos Políticos, Humberto Dantas dos Santos, conhecido como Beto Rocha, ex-namorado de Lidiane Leite.

 O escândalo na administração pública de Bom Jardim ganhou repercussão internacional após o sumiço da prefeita. A Polícia Federal inclusive solicitou à Interpol que incluísse o nome de Lidiane Leita na lista vermelha da organização.

      Nova administração
A vice-prefeita, Malrinete Gralhada (PMDB), tomou posse do cargo de prefeita, na manhã do dia 28 de agosto, no Fórum de Bom Jardim (MA), pelo juiz titular da 2ª Vara da Comarca Cristóvão Sousa Barros. A cidade estava sem gestor desde que a prefeita Lidiane Leite da Silva, de 25 anos, fugiu após ter a prisão decretada pela "Operação Éden", da Polícia Federal.

     Habeas Corpus negado
No dia 26 de agosto, a ministra do Superior Tribunal de Justiça Maria Thereza de Assis Moura negou o Habeas Corpus impetrado pela defesa de Lidiane Leite solicitando a revogação da prisão preventiva da gestora.


do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário