terça-feira, 22 de setembro de 2015

Índios vão tomar satisfação com deputado nesta terça-feira (22) na Assembleia Legislativa

Indíos
Dezenas de lideranças indígenas saíram nesta terça-feira, (22) pela madrugada das suas aldeias para saber do deputado Fernando Furtado (PCdoB) com base em que ele disse que os índios são “baitolas” e “viadinhos” e por isso não querem trabalhar, produzir.
As nações estão se sentindo agredidas pela forma pejorativa como o parlamentar se referiu aos índios e por isso, querem cobrar dele uma explicação. Houve até quem defendesse o sequestro do parlamentar.
Depois da lambança e de ter seu nome divulgado de forma negativa na imprensa nacional, o PCdoB, partido do governador Flávio Dino, tratou de emitir nota oficial repreendendo o deputado.
Fernando Furtado tentou se desculpar, reconhecendo ter sido o autor das agressões verbais e emitiu nota, conforme publicado aqui abaixo:

NOTA DE RETRATAÇÃO E ESCLARECIMENTO
Diante das matérias publicadas nos últimos dias na imprensa, obtidas através de um áudio feito em uma audiência pública realizada no município maranhense de São João do Carú no dia 04 de julho onde fui convidado pela Associação de Produtores Rurais de São João do Carú – MA (APROCARÚ), venho a público fazer uma retratação formal em relação aos indígenas, homossexuais, ao PCdoB e a todo o povo do Maranhão.
Gostaria de reforçar que em nenhum momento tive a intenção de denegrir a imagem do povo indígena que muito contribuiu para a formação do povo brasileiro, em especial do Maranhão.
Infelizmente, me deixei levar pelo calor do momento e acabei falando o que não condiz com o meu pensamento e minha formação.
Diante destes esclarecimentos reitero que o meu trabalho sempre foi a serviço da população maranhense, sem distinção de raça, gênero ou religião, sempre na defesa dos direitos de todos e à frente das lutas pela garantia da igualdade e dos direitos humanos, como prega o nosso partido PCdoB.


Eu, deputado Fernando Furtado e cidadão, reitero minhas sinceras desculpas a toda a população do nosso Estado.


Redação. Gilberto Mix
Reportagem. Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário