terça-feira, 15 de dezembro de 2015

PRF realiza grande operação no Maranhão e apreende 68 veículos com ocorrência de roubo ou furto

2502bb047c1932528ca92cb276feb282
A operação Jamnapari resultou na maior apreensão de veículos com ocorrência de roubo ou furto desencadeada no Maranhão. Ela foi realizada em diferentes regiões do estado em municípios com maior incidência de veículos clones
A Polícia Rodoviária Federal desencadeou entre os dias 07 e 11 de dezembro no estado do Maranhão uma grande operação policial que apreendeu 68 veículos roubados ou furtados que circulavam no estado. Com o objetivo de devolver esses automóveis produtos de crime aos verdadeiros donos a PRF mapeou pontos de concentração observando irregularidades na documentação e adulteração dos elementos de identificação desses veículos. A operação aconteceu com o apoio da Secretaria de Segurança Pública e do Ministério Público do estado do Maranhão.
As atividades começaram no início do ano após levantamentos e denúncias anônimas e tomaram corpo quando um forte trabalho de campo foi realizado pelos agentes da PRF, que dividiram geograficamente as áreas de atuação em duas grandes regiões. A primeira, localizada no centro do estado, incluiu Presidente Dutra, São Domingos do Maranhão, Governador Luiz Rocha, Colinas, Jatobá, São Roberto, Tuntum e Esperantinópolis. A segunda frente atuou mais a nordeste, especialmente no Baixo Parnaíba e Médio Itapecuru atingindo os municípios de Vargem Grande, São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos, Chapadinha, Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Coroatá e Coelho Neto. Em Urbano Santos um vereador do município foi preso e conduzido para a delegacia porque a polícia encontrou com ele uma picape Fiat Strada roubada.
No município de Santa Filomena do Maranhão um outro vereador também foi conduzido à delegacia quando dirigia uma camioneta Toyota Rav 4 também produto de roubo. Em Mata Roma, na tarde de quinta-feira (10) foi conduzido para delegacia regional de Chapadinha um empresário daquela cidade. Na posse dele os policiais encontraram um veículo de procedência ilícita.
A atuação efetiva dos policiais durante a operação Jamnapari aconteceu em quatro dias e resultou em dezenas de pessoas presas pelo cometimento de diversos crimes sendo os mais observados: prisões por roubo, furto e receptação de veículo, uso de documento falso, embriaguez ao volante, porte ilegal de arma de fogo, dentre outros. Com o resultado da operação a Polícia Rodoviária Federal no Maranhão supera o número de 260 veículos com ocorrência de roubo / furto recuperados em 2015 no estado. Uma quantidade expressiva que reflete a atuação da PRF e a parceria com as demais forças policiais, além da aproximação com a sociedade. A Operação foi realizada pela PRF, com a participação de uma equipe do Piauí, e com o apoio da Polícia Civil do Maranhão. A quase totalidade dos veículos apreendidos durante a operação foi roubada / furtada em outros estados, com predominância no Goiás, Distrito Federal, Bahia, Ceará e Piauí. Os recursos da operação foram garantidos pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal através da Coordenação Geral de Operações.
Um destaque da ação policial foi a prisão em Coroatá-MA de um ex-foragido da justiça conhecido como “Papaléguas” que seria um perigoso assaltante e pertenceria a uma facção criminosa que age no estado. Ele responde por assalto a agência dos Correios, homicídio e corrupção de menor. Em 2012 ele havia fugido da delegacia regional de Imperatriz e foi preso pela Polícia Militar na cidade de Balsas por porte ilegal de arma de fogo.
Jamnapari é uma raça de caprino originária da península indiana, na Ásia. De acordo com textos bíblicos, presentes nos dois testamentos, o cordeiro ou a ovelha, mesmo quando postos à prova não berram. Diferentemente dos caprinos, que sob a menor pressão mostram sua fragilidade. Na linguagem policial o termo “cabrito” (filhote de caprino) é usado para designar algo falso, não verdadeiro, especialmente veículos clonados, que à luz da fiscalização são reprovados pela falta de originalidade e, portanto, são apreendidos e entregues aos verdadeiros donos.

fd7c9ebffec85a144452e227332a291b

Nenhum comentário:

Postar um comentário