quarta-feira, 30 de março de 2016

Depois da morte da bailarina, DNIT cria vergonha e começa recuperação do trecho da BR-135

Trabalhadores da empresa Ethos
Trabalhadores da empresa Ethos
O Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito (DNIT), iniciou na manhã desta quarta-feira, 30, as obras emergenciais de recuperação de alguns trechos da BR-135.
O ponto estratégico iniciado foi no KM 15,6 da rodovia, local onde foi registrado um latrocínio na madrugada do último sábado. Foi necessário que uma tragédia ocorresse para que o órgão tomasse alguma medida.
A bailarina Ana Lúcia Duarte de 51 anos foi vítima da buraqueira que tomou de conta da BR-135. Ela voltava de viagem da cidade de Igaraú e ao passar no Km 15 da BR foi obrigada a reduzir a velocidade, momento em que foi atacada por três bandidos.
A empresa Ethos foi a escolhida para dar inicio aos trabalhos de recapeamento e tapa-buracos ao longo da BR. Até o momento, duas equipes estão engajadas em acelerar o trabalho.
29a00e3602e5f0f599ce7e1fe67877caDe acordo com o responsável pelas obras, até a sexta-feira (4) equipes de trabalho estarão no local e em quinze dias serão oito equipes  nos pontos mais críticos. Após o KM 15,6, os trabalhadores deverão se deslocar para o KM 1, logo na saída da capital onde o trânsito está caótico devido as crateras.
No feriado da Semana Santa foram aproximadamente 60 casos contabilizados em que  os condutores tiveram enormes prejuízos por conta dos pneus furados e rodas quebradas. Muitas famílias tiveram que interromper a viagem devido aos problemas ocorridos.
Um ônibus de viagem da empresa Cisne Branco também foi assaltado no mesmo trecho, na última quinta-feira, após ter reduzido a velocidade para ultrapassar a buraqueira.
Há vídeos circulando na internet onde vários condutores externaram sua indignação pedindo que alguma medida fosse adotada pelos políticos do Maranhão.
Veja abaixo a recuperação inicial de trechos da BR 135:
4d62b5550e0c91c70f6a30a2e9b7ed0f
ea89d155c1ab7706feae4d08b910b6f6
d551e0767683e36051128b237ace0e64
0abb659e847f9ed2d67badd88fa03189
reportagem. Willame Policarpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário