sexta-feira, 1 de abril de 2016

Professora Rosinha tem contas reprovada e fica fora do páreo em Cururupu

Condenada pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão a devolver mais de R$ 6 milhões  a candidata a prefeita pela cidade de Cururupu, professora Rosinha (PC do B), terá que traçar outros planos para as eleições de 2016.



downloadfile-126
A condenação se deve ao período que Rosinha era secretária de Educação na administração do ex-prefeito, também ficha suja, José Francisco Pestana.
Agora a ficha suja Professora Rosinha terá que reunir seu grupo e procurar o novo pré-candidato para representar a oposição em Cururupu. Rosinha ainda tentará enganar seus companheiros que conseguira se livrar das condenações pelo fato de ser candidata apoiada pelo governador Flávio Dino.
Mas a ex-secretária esquece que, mesmo que tente qualquer tipo de manobra na Justiça, não poderá escapar da condenação já transitada em um colegiado de Conselheiro.
“Ela pode até recorrer da decisão e tentar concorrer com uma liminar, mas correrá o risco de poder ganhar e não levar, pois a qualquer momento a liminar poderá cair correndo o risco de perder todos seus votos”, disse um Conselheiro do Tribunal.
E essas são apenas duas das cinco contas que serão julgadas pelo TCE. Pelo andar da carruagem, Rosinha deverá ter que desembolsar muito mais dinheiro após o julgamento das próximas contas, algo em torno de R$ 15 milhões.
Agora o Blog pergunta: se com apenas uma Secretaria de Educação Rosinha fez todo esse estrago, imaginem se esta ficha suja chegasse a ser prefeita?

reportagem. Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário