sexta-feira, 6 de maio de 2016

HOMEM É PRESO SUSPEITO DE MAUS TRATOS CONTRA IDOSA EM SANTA INÊS, MA

Idosa de 70 anos é esposa do suspeito e vivia em péssimas condições.
Segundo polícia, interesse do suspeito era receber aposentadoria da idosa.


Um homem identificado apenas como Manoel foi preso em Santa Inês, a 250 km de São Luís, sob suspeita de maltratar a esposa, uma idosa de 70 anos. Segundo a polícia, a idosa era mantida 24 horas por dia dentro do quarto de uma casa suja e com problemas nas estruturas. Ela estava se alimentando apenas de farinha e água.

idosa estava vivendo em condições desumanas (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Idosa de 70 anos estava vivendo em condições
desumanas.
O delegado regional Raphael Reis disse que a polícia recebeu denúncias do Ministério Público. “Na verdade, o posicionamento foi feito pelo Ministério Público. A Polícia Militar dando apoio, inclusive com a presença de um assistente social no local, pode constatar a situação de flagrante que ocorria no local e foi feita a prisão desse indivíduo”, afirmou.
Segundo o delegado, o interesse do marido era permanecer recebendo o dinheiro da aposentadoria da mulher. Ele chegou a confessar que fez empréstimos bancários usando o cartão do benefício, e que o dinheiro ele investiu na reforma da casa de outra mulher que seria amante dele.
“Ele nos afirmou que esses empréstimos seriam dirigidos à reforma da casa de uma amante que ele possuía e, segundo ele, esse quarto seria para abrigar a esposa, mas é difícil de acreditar nessa versão”.
Depois da prisão do suspeito, a filha da idosa retirou ela de dentro da casa. Na delegacia o homem disse não saber o próprio nome e nem idade. A polícia tenta encontrar os documentos dele.
“A mulher tem aproximadamente 70 anos de idade, portanto ela já está abrigada pelo Estatuto do Idoso. O homem foi autuado em dois crimes especiais dessa lei: a retenção dos cartões de crédito da vítima e os maus tratos. Ele também responderá por cárcere privado”, declarou o delegado.
Suspeito será autuado por maus tratos e cárcere privado (Foto: Reprodução/TV Mirante)



















reportagem. Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário