quinta-feira, 12 de maio de 2016

WALDIR MARANHÃO RECEBEU SALÁRIOS INDEVIDOS, DIZ UEMA

Uema confirmou que Maranhão recebeu dois anos de salário.

Deputado já foi informado sobre a obrigação de devolver a quantia.


O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), chega à Câmara, em Brasília, sem responder a perguntas de jornalistas após revogar a própria decisão acerca da votação do impeachment na Casa (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)Presidente em exercício da Câmara é ‘professor fantasma’ da Uema.
O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), recebeu indevidamente salários como professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2016, enquanto exercia seu mandato de deputado federal, em Brasília. A informação foi confirmada por meio de nota pela assessoria da Uema e pela assessoria do deputado. A universidade, no entanto não divulgou o valor do salário.
Segundo a assessoria do deputado, o mesmo já solicitou o calculo para a devolução dos depósitos e a indicação da instituição e de como proceder para a referida devolução. No entanto,  o deputado não esclareceu como não percebeu o recebimento de salários indevidos entre fevereiro de 2014 a janeiro de 2016.
A Uema disse através de nota que, de fato, Waldir Maranhão é professor efetivo da universidade pertencendo à classe de professor adjunto do Departamento de Patologia do Centro de Ciências Agrárias e que está afastado de sua atividade acadêmica desde fevereiro de 2007, quando tomou posse na Câmara dos Deputados em seu primeiro mandato.

reportagem. Willame Policarpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário