quarta-feira, 1 de junho de 2016

EM SÃO LUÍS, 390 IDOSOS SOFRERAM ALGUM TIPO DE VIOLÊNCIA EM 2016


Principais tipos foram: negligência, violência psicológica e abuso financeiro.
Dados são da Dados da Defensoria Pública do Estado do Maranhão.




Violência contra o idoso (Foto: Divulgação)
Dados do CIAPVI (Centro Integrado de Apoio e Proteção à Violência contra Pessoa Idosa) mostram que de 2014 até maio deste ano, a Defensoria Pública do Maranhão atendeu pouco mais de 2.800 casos de violência praticada contra a parcela da população com idade igual ou superior a 60 anos em São Luís.

O estudo realizado de 2006 até 2016 e revela ainda que os locais de maior incidência foram os bairros de Fátima, Monte Castelo e Vila Palmeira, que estão no topo do ranking de denúncias. Apenas nos primeiros quatro meses deste ano foram registrados 390 casos. Os principais casos foram de negligência, violência psicológica e abuso financeiro.

Por causa do crescimento do índice desse tipo de ocorrência, a defensoria pública e vários órgãos de proteção ao idoso começaram nesta quarta-feira (1º) uma campanha de enfrentamento da violência contra idosos no estado.

A campanha quer incentivar as denúncias, para que os direitos dos idosos sejam respeitados e para que os crimes contra eles sejam combatidos com mais rapidez  e não fiquem impunes, segundo afirmou Isabel Lopizic, coordenadora do Centro Integrado de Apoio e Proteção à Violência contra Pessoa Idosa (Ciapvi).

Sobre a campanha
A programação da Campanha vai até o dia 22 de junho com o objetivo de discutir estratégias na promoção de políticas públicas que oportunizem um envelhecimento digno e saudável já pactuado pelo estado junto a sua população, sendo que nos dias 02 a 03 de junho vai ter palestras no Bairro de Fátima e Monte Castelo, e nos dias 07 a 08 de junho, palestras no Bairro Vila Palmeira, bairros com maior incidência de violência contra idosos. 


reportagem. Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário