domingo, 5 de junho de 2016

Em SLP. Chefe da Casa Civil visita Hospital abandonado e diz que mais asfalto e responsabilidade do Estado e não do Municipio.

13384784_1731209390471010_968524853_n
Durante toda amanhã deste sábado (04), o Secretário Chefe da Casa Civil Marcelo Tavares, na qualidade de representante que é do Governador Flávio Dino, vistoriou as obras de terraplanagem do programa Mais Asfalto, que já atende uma demanda de mais de 70 municípios em todo o estado.
Após uma rápida recepção no povoado Três Irmãos por uma comitiva composta pelo vice-prefeito da cidade o Raimundo Fernandes (‘Dez Anos’), Jornalista Willame Policarpo, o ex-prefeito Nilton Ferraz, o ex-deputado Domingos Paz e por um dos autores da solicitação do asfalto, o Plácido Holanda, entre outros, o secretário Marcelo, primeiro visitou as obras abandonados do Hospital Regional Francisca Melo, onde pode perceber sob o impacto visual as marcas do esquecimento deixadas pelo governo do grupo Sarney.
Seguindo adiante para ver os serviços de terraplanagens das ruas que devem receber asfalto nos próximos dias, o secretário pode observar a falta de infraestrutura das ruas, que ao pouco que tem ainda experimentam os benefícios deixados pelos governos municipais anteriores ao atual.
A avaliação da visita foi manifestada por meio de uma entrevista concedida à Rádio Tropical sob o comando do ‘jornalista’ Wilame Policarpo e acompanhado pelo Blogueiro Luis Magno Alencar, que classificou suas perguntas flertando com as participações de lideranças locais (vereadores, vice-prefeito, entre outros).
A novidade da entrevista, em suma, veio da afirmação do secretário quanto a um breve reinício das obras do hospital abandonado e de uma nova remeça de asfalto para o melhoramento das ruas da cidade Santa-Luziense.
Entrevista na Radio Tropical FM
A pesar das observações sobre outros assuntos, a entrevista deixou clara ao secretário a priorização das lideranças locais para a volta do efetivo funcionamento do Hospital Francisca Melo, o que “acontecerá dentro do cumprimento as exigências burocráticas”, afirmou Marcelo Tavares em entrevista na Radio Tropical FM.

reportagem. Willame Policarpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário