quinta-feira, 9 de junho de 2016

JOVEM DE 14 ANOS É VÍTIMA DE ESTUPRO COLETIVO DENTRO DE GINÁSIO NO PIAUÍ

Depois do caso ocorrido no Rio de Janeiro que abalou o país, casos parecidos foram registrados no Tocantins e agora no Piauí. Uma jovem de 14 anos foi vítima de quatro adolescentes. 
Momento em que a vítima chega para prestar depoimento e tomar coquetéis contra Aids
Momento em que a vítima chega para prestar depoimento e tomar coquetéis contra Aids
 O caso foi registrado na noite de terça-feira (7), no município de Pajeú, cidade localizada no sul do Piauí. De acordo com informações, tudo ocorreu dentro de um banheiro de um ginásio poliesportivo após uma partida de futebol no local.
Quatro adolescentes foram detidos suspeitos de terem cometido o ato, sendo três menores de idade e um jovem de 18 anos. Eles foram encaminhados para a delegacia de um município vizinho.
Familiares informaram a polícia que a adolescente foi encontrada desacordada e sem roupa e que um dos suspeitos ainda chegou a ser flagrado no local, mas conseguiu fugir pulando o muro do ginásio.
image
Ela saiu de casa por volta das 16h dizendo que iria encontrar umas amigas mas foi localizada pela madrasta as 19h caída dentro do banheiro do ginásio. Durante depoimento a jovem relatou que um dos suspeitos lhe ofereceu refrigerante e a partir daí ela não lembra mais de nada, o que leva a polícia acreditar que ela foi dopada.

O quarteto alega que a vítima aceitou fazer sexo de forma consensual, mas para a polícia a vítima estava desacordada o que lhe tira o direito de liberdade de dizer sim ou não, além do mais sendo menor de idade.
A vítima será submetida a uma série de exames para que a polícia possa esclarecer melhor a situação. O estado do Piauí tem registrado alto índice de ataques contra mulheres, no final do mês passado uma jovem foi encontrada com sinais de estupro em uma construção abandonada.
Ainda em maio do ano passado, outro caso chocou o país , quatro adolescentes foram agredidas, violentadas e arremessadas de um penhasco de 10 metros de altura.  As vítimas tiveram traumatismo craniano, esmagamento da face, e ferimentos graves pelo corpo.
Uma das vítimas de 17 anos acabou falecendo no dia 7 de junho devido à gravidade. Houve muita revolta na cidade e até hoje o ocorrido nunca foi esquecido pelos moradores.

reportagem. Willame Policarpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário