quinta-feira, 7 de julho de 2016

Preso mais um ex-deputado no Maranhão.

kinkasEm menos de duas semanas, dois ex-deputados estaduais foram presos no Maranhão. O primeiro foi Nonato Araújo, preso pela Polícia Federal por envolvimento no recebimento de precatórios federais utilizando nomes de pessoas mortas. Ontem, foi a vez do ex-deputado estadual Kinkas Araújo, eleito por dois mandatos, preso por desvio de recursos do município de Paulo Ramos.
 
Enquanto a prisão de Nato foi feita pela PF, a de Kinkas Araújo foi efetuada pela Seccor, na manhã de ontem. Kinkas é secretário de Administração da gestão do irmão, Tancledo Lima de Araújo, em Paulo Ramos.
 
Prefeito de Paulo Ramos Tancledo e o irmão JoaquimOs mandados de prisão foram expedidos pelo desembargador Raimundo Melo e cumpridos aqui em São Luís e no interior do Maranhão.Os dois irmãos (prefeito e secretário), desde 2012, negociavam cheques da prefeitura com o agiota Glaúcio Alencar, fraudavam licitações para desviar recursos públicos. Só um contrato para fornecimento de merenda escolar chegou a quase R$ 1 milhão e os produtos nunca chegaram nas escolas.
 
Foram presos também José Alencar Miranda Carvalho (Pai de Glaúcio), Moussa Esber Mansour, George Esber Mansour, Geovana Carla Mansour e Luis Antônio Meireles Gomes, ambos empresários . Eduardo DP teve prisão decretada, mas permanece foragido.

blog do Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário