terça-feira, 6 de setembro de 2016

Tal pai, tal filho! Filho de Julinho também tem candidatura barrada pela Justiça

Assim como o pai Júlio Matos, o Julinho (PMDB), que teve sua candidatura a prefeito de São José de Ribamar frustrada pela Justiça Estadual, por ter contas rejeitadas relativas à gestão da Maternidade Benedito Leite, Júlio Filho (PMDB), que pretendia concorrer a uma vaga na Câmara, teve seus planos frustrados pela Justiça Eleitoral.
julio filhoFoi publicado na tarde deste sábado, dia 03, no Mural Eletrônico da Justiça Eleitoral, o indeferimento do registro da sua candidatura. De acordo com o documento publicado, Júlio Filho (PMDB) foi impedido por irregularidade na prestação de contas das eleições de 2012 (Confira Cópia do Documento). A decisão foi da juíza da 47ª Zona Eleitoral, Teresa Cristina de Carvalho Pereira Pereira Mendes.
Já Julinho Matos, o pai, após ter uma liminar derrubada pela desembargadora Ângela Salazar, ficou naturalmente inelegível. Ele conseguiu registrar candidatura e até ficar de fora da lista dos inelegíveis por conta de uma liminar que conseguiu na primeira instância da Justiça. No entanto, após a derrubada da liminar, requerida pela Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (PGE-MA) é questão de horas para a Justiça Eleitoral oficializar o impedimento também do pai, o Julinho.
Na última sexta-feira, dia 02, foi protocolado, no Mural Eletrônico da Justiça Eleitoral, intimação para que Julinho apresente alegações a respeito da decisão da Justiça do Estadual, que derrubou a liminar e o tornou inelegível.
Apesar dos sérios problemas com prestação de contas, eleitorais e de gestão, que os dois enfrentam, tanto o pai como o filho continuam fazendo campanha eleitoral, ludibriando o eleitor, assim como já ocorreu em eleições anteriores.
 documento publicado no mural eletronico

Nenhum comentário:

Postar um comentário