domingo, 5 de março de 2017

Polícia já sabe quem mandou matar o blogueiro Ítalo Diniz.

A polícia já elucidou o crime de que foi vitima o blogueiro Ítalo Diniz (foto abaixo, ao lado), na cidade de Governador Nunes Freire, no dia 13 de setembro de 2015. Foi o que informou ao Blog do Luis Cardoso fonte segura e confiável da própria polícia. Mas alguns entraves, inclusive políticos, estariam atrapalhando a finalização das investigações e a conclusão do inquérito com as prisões do mandante e dos executores.
Durante audiência com a Associação dos Blogueiros do Maranhão (Amablog), em dezembro do ano passado, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, garantiu que as investigações estavam avançadas e que não poderia revelar nomes para não prejudicar os trabalhos. Portela não informou que as investigações já estavam concluídas e nem a data em que os mandantes e executores seriam presos.
Em 13 de dezembro de 2015, Ítalo Diniz ia se aproximando de sua residência quando foi surpreendido por dois motoqueiros que lhe tiraram a vida. Diniz era assessor de imprensa do então prefeito de Governador Nunes Freire, Marcelo Curió, e sempre denunciava os opositores do prefeito.
A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, chegou a condenar a morte do blogueiro através de nota oficial.
“Eu apelo às autoridades para que investiguem esse crime e levem os perpetradores rapidamente à justiça. A liberdade de expressão é um direito humano básico e temos que fazer tudo para aprimorar a segurança dos jornalistas”, afirmou Bokova.
Ela sempre condenou as mortes dos profissionais de mídia em todas as partes do mundo. A UNESCO tem na sua página social a relação de jornalistas e blogueiros que foram mortos no exercício de suas atividades e sempre defendeu a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa

reportagem. Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário