quarta-feira, 31 de maio de 2017

Grupo J&F fatura R$ 170 bilhões e só vai pagar pelo acordo de leniência menos de 6% em 25 anos

Os irmãos Wesley e Joesley, a dupla mais rica do Brasil, começou com um pequeno frigorifico em Goiás e depois de muitas negociatas, empréstimos, e corrupção fizeram um acordo de delação premiada e vão pagar multas de R$ 10,3 bilhões durante 25 anos. Em 2016, eles faturaram R$ 170 bilhões. Ou seja: vão pagar  5,62% do que roubaram do país. E não serão presos e tiveram direito de ir morar em outro país, sem que seus negócios sejam afetados.Assim é mole!

 



O acordo fechado com o Ministério Público Federal só beneficiou os dois empresários e alguns outros executivos do grupo que foram morar em Nova York. Não serão presos nunca e nem usarão tornozeleira eletrônica. Terão um vida fácil e ainda ficarão gozando da nossa cara de brasileiros otários.

Por conta da delação premiada, políticos perderão mandatos eletivos, correm risco de prisão, e até o presidente da República deve cair do trono. Enquanto isso…

Eles já trataram de levar seus jatos e iates e devem ir para os alpes suíços esquiar com a cabeça fria e muito dinheiro que garantirá até a 5ª geração de cada.


Eles sempre pagaram propinas para agentes públicos, empresários, funcionários de estatais e bancos públicos para avantajar os negócios. Tomaram empréstimos exorbitantes do BNDES e, por isso, se tornaram a maior companhia de carne do mundo. Em 2006, o grupo tinha um faturamento de R$ 4 bilhões e em 2016 pulou para R$ 170 bilhões.

O portal G1 “listou 8 situações em que os donos da JBS usaram a corrupção para obter vantagens: desoneração da folha de pagamentos, crédito e aportes do BNDES, investimentos de fundos de pensão, investimento do FI-FGTS, créditos tributários estaduais, tentativa de influenciar o Cade, interferência nas investigações da Operação Greenfield e pedidos para indicar diretores na CVM”.

 O acordo, pela lei anticorrupção brasileira, limita as multas em até 20% do faturamento, mas o MPF preferiu apenas penalizar em menos de 6%. É mole sim, mas endurece o patrimônio e revigora a vida de qualquer um.
 
 
Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário