terça-feira, 4 de julho de 2017

30 procuradores de Estado tomam posse


Depois de 14 anos sem concurso público para a carreira de procurador de Estado, o governador Flávio Dino empossou, na manhã desta segunda-feira (03), 30 novos profissionais que serão incorporados à Procuradoria Geral do Estado (PGE). 

Em solenidade realizada no Palácio Henrique de La Rocque, cercada de emoção dos procuradores e orgulho de pais e familiares, o Governo deu um salto de 50% no incremento de novos profissionais na área com a maior posse da história do órgão.

Ao todo, 5.949 candidatos, de todos as regiões do país, participaram do concurso realizado entre o segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017. “Nós temos procurado recompor o quadro dos serviços públicos em várias áreas. Já fizemos vários concursos na área e educação, segurança, entre outras”, destacou o governador.

Flávio Dino explicou que a incorporação desses 30 novos procuradores significa o incremento de 50% da capacidade do trabalho do órgão. Para ele, isso tem uma importância para a defesa do Estado, do patrimônio público e para a sociedade.

 “Na medida em que esses procuradores vão se encarregar em garantir a boa aplicação do dinheiro público, a devolução de verbas que no passado foram mal aplicadas, eles têm, portanto, uma função de proteção do patrimônio público, do patrimônio social e isso interessa a esse momento que o Maranhão vive de combate às desigualdades sociais”, pontuou.

O governador ressaltou que a política de realização de concursos públicos tem como objetivo uma sociedade mais justa, com serviços públicos eficientes. “E para que haja serviços públicos eficientes nós precisamos do número adequado de servidores.

 No caso da PGE havia mais de uma década decorrido desse processo de incorporação de novos procuradores. E agora nós temos esse incremento dessa força de trabalho e com certeza vai ajudar todo o povo do Maranhão”, reiterou.
O procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, enfatizou que essa é a maior posse da história da PGE em quase 40 anos do órgão.
 “O Maranhão vai dar um salto em seu efetivo, que é de 60 para 90 procuradores, um incremento de quase 50% que nos colocará, inclusive, à frente de outros estados do Nordeste que já tem mais tempo, como Ceará, Piauí e Paraíba”, realçou, afirmando que isso vai melhorar muito o trabalho de defesa da fazenda pública e de orientação da atuação do Estado prevenindo litígios.

Para ele, a maior nomeação de procuradores da história do Maranhão reflete de forma muito eloquente a preocupação do Governo, em primeiro lugar, “com a defesa da Constituição e das leis. Porque só interessa uma Procuradoria forte e atuante para governantes que realmente tenham uma preocupação com a legalidade e com a observância da Constituição.
 Isso é uma demonstração efetiva de que o Governo tem esse compromisso”, sublinhou Rodrigo Maia.


fonte JP

Reportagem : Willame Policarpo


Nenhum comentário:

Postar um comentário