sexta-feira, 14 de julho de 2017

Homem suspeito de envolvimento em morte de pai é preso no MA



O filho do principal suspeito de envolvimento no assassinato de um taxista em Imperatriz, a 626 km de São Luís, que ocorreu na última terça feira (10) foi preso pela polícia. Ele foi autuado por fraude processual, tentando, entre outras coisas, destruir provas materiais que a polícia considera fundamental para as investigações.
Francisco Pereira Costa Filho, de 35 anos, passou o dia na Delegacia de Homicídios de Imperatriz. Ele é filho de Francisco Pereira, o “Chico Papada”. O homem apontado pela polícia como mandante da morte do taxista José Enilson Queiroz.
O delegado Praxíteles Martins, responsável pelo caso, disse que para tentar identificar quem estava com a motocicleta no dia do crime pediu imagens da câmera de segurança da concessionária da família, no bairro Mercadinho. A surpresa foi encontrar um técnico reinstalando o equipamento a pedido de Francisco Filho.
“Ele levou equipamento na empresa pedindo que formatasse o HD e não conseguiram formatar e na pressa ele acabou pedindo para que fosse substituída a peça, o HD. Então, foi colocado um novo HD e ele saiu do local com o equipamento com o HD já substituído e o HD original ele levou consigo e certamente ocultou ou destruiu”, revelou o delegado.
Agora, após a prisão do pai, Francisco Filho também está preso em flagrante pelo crime de destruição de documento. Nessa etapa de investigação não cabe fiança.
O próximo passo da polícia vai ser ouvir a família de José Enilson para entender a motivação da execução. Segundo o delegado, vítima e mandante tinham uma relação estreita de amizade. “Uma amizade de mais de 20 anos e que o ‘Chico Papada’ durante as declarações dele ele tentou minimizar essa relação. Então a gente precisa entender com profundidade como era esse laço de amizade e se houve rompimento e, por qual razão”, finalizou.
“Chico Papada” é um comerciante de carros conhecido na cidade. Além disso, já foi investigado por envolvimento com agiotagem e crimes de pistolagem na região. A polícia ainda não descobriu quem atirou contra o taxista, na porta da casa da vítima, na última terça- feira (11).
FONTE NETO WEBA
REPORTAGEM :WILLAME POLICARPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário