terça-feira, 19 de setembro de 2017

Juiz aposentado que tentou matar o irmão é preso em Imperatriz.

Erivelton foi detido quando prestava depoimento na Delegacia de Homicídios.

O ex-juiz Erivelton Silva tentou matar o irmão

O juiz aposentado Erivelton Cabral Silva foi preso preventivamente nesta segunda-feira (18), na cidade de Imperatriz.

O ex-magistrado, que trabalhou no vizinho estado do Tocantins, foi detido quando prestava depoimento na Delegacia de Homicídios. A prisão foi decretada pela juíza Ana Lucrécia, Titular da Primeira Vara Criminal.

No domingo (17), no estacionamento do Yate Clube de Imperatriz, Erivelton efetuou vários disparos contra o irmão, o médico Elton Cabral, e a sua namorada, Kesia Carmo, que foi atingida na perna, mas passa bem.

Elton Cabral e a namorada

Elton Cabral estava com a namorada, que foi atingida na perna ao tentar impedir a ação do ex-juiz.

O motivo da tentativa de homicídio seria uma briga que os irmãos travam por uma herança de família.

O delegado Eduardo Galvão informou que Erivelton, em seu depoimento, disse que não pretendia matar o irmão, mas apenas feri-lo na perna para, em seguida, dizer “umas coisas ao mesmo”.

O ex-magistrado foi recolhido em uma cela da 3ª Companhia da Polícia Militar.

O ex-magistrado já havia sido preso no dia 22 de fevereiro deste ano na cidade de Balsas. No momento da abordagem, ele estava em um táxi e fortemente armado.

Com ele, os policiais apreenderam uma pistola 380 e três carregadores com 13 cartuchos intactos, além de um revólver calibre 38.


Na ocasião, o ex-juiz disse que estava em Balsas para acertar um desentendimento pessoal com um irmão.

Depois de ouvido na 11ª Delegacia, Erivelton Silva foi liberado.

Pergunta que não quer calar: será que o ex-juiz só ficará na prisão depois de matar o irmão?



FONTE: NETO WEBA
REPORTAGEM  WILLAME POLICARPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário