RÁDIO TROPICAL FM 89,3

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Os 400 anos em 4 de Flávio Dino.



Quando Juscelino Kubitschek tomou posse como presidente da República, nos anos 1950, ele colocou um lema ousado na ocasião: 50 anos em 5. No Maranhão, os desafios enfrentados pelo governador Flávio Dino ao assumir o estado mais pobre do Brasil rememoram o slogan utilizado há mais de 60 anos, com uma diferença abissal entre um caso e outro. Aqui o desafio é 400 anos em 4.

A agenda multissecular de Flávio Dino pode ser evidenciada em um exemplo bem prático do que ocorreu ontem e do que ocorre hoje. Nesta sexta-feira, ele inaugurou, no Centro Histórico de São Luís, o Casarão Tech Renato Archer, primeiro hub tecnológico do Maranhão e que tem a missão de inserir o estado no cenário tecnológico e inovador do Brasil.

Hoje, secretários de Estado estão participando do mutirão de entregas do Plano Mais IDH, iniciativa criada para ajudar os 30 municípios com os menores índices sociais do país. Entre as inaugurações, consta a entrega de kits sanitários para famílias que nunca tiveram banheiro na vida.

O desequilíbrio demonstra que Flávio Dino está atendendo uma agenda de busca de universalização de direitos básicos, fundamentais, atinentes àquilo que se convencionou chamar de direitos de primeira geração, portanto, século XVIII e, ao mesmo tempo, ingressando firmemente no século XXI, a exemplo das políticas voltadas para o Porto do Itaqui, nas ações da Secretaria de Ciência e Tecnologia – como o Casarão Tech –, nas universidades e institutos.

Com isso, Flávio Dino confirma que, de fato, é possível essa dimensão integral, verdadeira e inclusiva do desenvolvimento. A agenda multissecular que o seu governo está realizando é digna de reconhecimento da estatura do lema de Juscelino Kubitschek, com uma diferença: no Maranhão, são 400 anos em 4.



REPORTAGEM  WILLAME POLICARPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário