terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Médico que deixou recém-nascido morrer em Pinheiro já está solto.


O médico Paulo Roberto Penha Costa, preso na última quinta-feira (01), na cidade de Pinheiro, acusado de omissão de socorro a um recém-nascido, já está em liberdade.


Paulo Roberto Costa é médico do Hospital Materno Infantil e na semana passada acabou preso após se negar a atender um recém-nascido proveniente na cidade de São Bento. O médico plantonista, em depoimento, disse que não atendeu a criança, que posteriormente veio a óbito, por cumprir uma determinação da direção do hospital.


O médico foi posto em liberdade após seus advogados conseguirem um habeas corpus na Justiça. A soltura, mediante monitoração de tornozeleira eletrônica, foi autorizada pelo desembargador Jaime Ferreira de Araújo.


O Conselho Regional de Medicina no Maranhão disse que abriu uma sindicância para apurar a conduta do médico Paulo Roberto Costa.


Agora é aguardar também as investigações da Polícia Civil, afinal o médico parece não ser o único responsável por todo esse triste episódio, é preciso descobrir de onde partiu a ordem para que profissionais de Saúde do Hospital Materno Infantil se recusem a atender pacientes provenientes de outras cidades.



REPORTAGEM  WILLAME POLICARPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário