RÁDIO TROPICAL FM 89,3

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Polícia prende outros envolvidos em assalto a caminhão dos Correios e apreende material em Açailândia.




Homens da Polícia Civil, PM, PF e PRF deflagraram, na segunda-feira (24), a segunda fase da “Operação Rastreio”, com o objetivo de localizar e prender outros integrantes de uma quadrilha que assaltou um caminhão baú dos Correios, que transportava produtos do Sedex, no início da noite de sábado (22), em Açailândia.

Os conduzidos foram identificados como Itamar Gonçalves Lima, Carla, Jhonatha Ribeiro Diniz, Leonardo Barros de Sousa; Fabrício e Leandro.

O primeiro a ser localizado foi Itamar Lima, proprietário do veículo Fiat Uno Mile, de cor preta, placa HYJ-2214, e parente de Jonas da Sousa, o “Canetão”, preso em flagrante no sábado com outros integrantes da quadrilha. Inicialmente ele negou participação no crime, mas terminou aceitando colaborar. Ele informou que Carla, irmã de Jonas Sousa, ligou para informar que o homem conhecido como “Chapéu Preto” iria buscar o veículo Cruze, de cor preta, placa OLN-0406, para transporta a carga roubada.



No local onde Carla mora, os policiais encontraram o irmão dela, Jhonata Diniz, e Leonardo Sousa. Em uma quitinete localizada na parte de baixo, os policiais perceberam que Carla, Leandro e Fabrício estavam tentando sair, mas foram impedidos. No local, foram encontrados produtos eletrônicos novos, um deles com endereço de entrega, sendo possivelmente subtraído do caminhão dos Correios.

Leandro e Fabrício se identificaram como advogados, justificando suas presenças na quitinete em razão de serviços advocatícios. Eles teriam sido contratados para defender a quadrilha presa em flagrante no sábado.



No momento de dar voz de prisão, Leandro disse para não conduzir Fabrício e Leonardo (seu motorista), pois informaria o local onde estaria o veículo Cruze.  

Todos os envolvidos foram entregues na 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Açailândia juntamente com os produtos encontrados no local.




REPORTAGEM  WILLAME POLICARPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário