RÁDIO TROPICAL FM 89,3

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Polícia fecha correspondentes bancários falsos em Imperatriz.


Suspeitos estavam recebendo boletos, mas eles não eram pagos porque não existia nenhum convênio com os bancos.

Polícia aprendeu computadores e mais de quatro mil reais em espécie — Foto: Reprodução/TV Mirante.


A polícia fechou na terça-feira (9) dois correspondentes bancários falsos no município de Imperatriz, a 626 km de São Luís. Os funcionários que estavam no local foram encaminhados para o Plantão Central da Polícia Civil da cidade.

Em depoimento a polícia os funcionários disseram que também foram enganados com a proposta de emprego que parecia ser legalizada. Eles acrescentaram que vão colaborar durante as investigações sobre o caso.

A polícia ainda não identificou quem seria o responsável pelo falso correspondente bancário. O policial militar André Luís revelou que os dois suspeitos trabalham de uma maneira que não deixam rastros. “Eles trabalham de uma maneira que não deixam rastros. Aparentemente são dois envolvidos e eles veem até o local e estacionam o carro a uma distância para evitar que as pessoas reconheçam eles”.

Os suspeitos estavam recebendo boletos, mas eles não eram pagos porque não existia nenhum convênio com os bancos. A polícia aprendeu computadores e mais de quatro mil reais em espécie. Várias vítimas do golpe foram a delegacia registrar o boletim de ocorrência.

Muitas só perceberam quando as cobranças de contas que achavam que tinham sido pagas começaram a chegar. Como foi o caso de Ediluesa da Silva Soares que não desconfiou do golpe.“Eu perguntei e eles disseram que tinha sido aberto sábado. Eu não sabia. Se eu soubesse nem tinha encostado lá”, finalizou.


REPORTAGEM  WILLAME POLICARPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário