RÁDIO TROPICAL FM 89,3

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Morre a quinta vítima do ataque na Catedral de Campinas



A quinta vitima do ataque a Catedral, Heleno Severo Alves, de 84 anos
 
Por EXAME 

Heleno Severo Alves, de 84 anos, estava internado no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti. Ele passou por uma cirurgia após ter sido atingido por dois disparos no tórax e no abdômen, não desistiu aos ferimentos.

Além de Heleno, as vítimas fatais são Sidnei Vitor Monteiro, de 39 anos, José Eudes Gonzaga, de 68 anos, Cristofer Gonçalves dos Santos, de 38 anos, e Eupídio Alves Coutinho, 51 anos. Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos tirou a própria vida após o ataque.
Nesta manhã, Jandira Prado Monteiro, 65 anos, que também foi atingida no ataque, teve alta. Ainda há outras duas pessoas baleadas que foram levadas para o Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e para o Hospital Beneficência Portuguesa de Campinas.
Ataque
Nesta terça-feira um homem, identificado como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, entrou na igreja e disparou contra fiéis que estavam rezando.

Segundo investigações preliminares da polícia de Campinas, cidade que fica a 98 km de São Paulo, o atirador não conhecia nenhuma das pessoas que estavam rezando na igreja. Ele também não tinha antecedentes criminais.
Velório
O prefeito de Campinas Jonas Donizette (PSB) decretou luto oficial de três dias. Os velórios das vítimas começaram já nesta quarta.
A Catedral Metropolitana de Campinas está cercada por um cordão de isolamento. Os funcionários da prefeitura trabalharam para limpar o local e permitir que hoje a igreja seja aberta para missas.
O local é um dos mais movimentados de Campinas, fica ao lado do calçadão e da principal rua de comércio.




Reportagem:Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário