RÁDIO TROPICAL FM 89,3

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Maranhão registra 2º caso de sarampo em menos de 1 mês


O 2º caso da doença foi registrado na cidade de Lago da Pedra. De acordo com a Secretária de Estado de Saúde, uma criança, de 8 meses de idade, sexo feminino, foi quem contraiu a doença. O sarampo é uma doença altamente contagiosa, que pode ser transmitida pelo contato com secreções. Os primeiros sintomas são parecidos com os da gripe, mas evoluem ainda para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo.

Este é o segundo caso registrado em menos de 1º mês. O primeiro foi registrado na cidade de Vitorino Freire, o sinal de alerta foi acionado desde o último dia 07 de agosto, quando a Secretaria Estadual de Saúde tomou conhecimento de um caso suspeito da doença. Uma mulher de 48 anosesteve no mês de julho em São Paulo e, por lá, acabou contraindo sarampo.

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, orienta aos estados e municípios a realizarem o bloqueio vacinal. Ou seja, em situação de surto ativo do sarampo, quando identificado um caso da doença em alguma localidade, é preciso vacinar todas as pessoas que tiveram ou tem contato com aquele caso suspeito em até 72 horas. Neste caso, recomenda-se que sejam realizadas de forma seletiva, ou seja, não há necessidade de revacinação das pessoas que já foram vacinadas anteriormente e que tem comprovação vacinal.

No último dia 6 de agosto, o órgão divulgou alerta aos pais, mães e responsáveis que vão viajar com os filhos de seis meses a menores de um ano de idade para municípios em situação de surto ativo do sarampo no país. A recomendação é que todas essas crianças, nesta faixa etária, sejam vacinadas contra a doença, no período mínimo de 15 dias, antes da data prevista para a viagem.

A vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba pode ser aplicada em pessoas com idade até 49 anos. A vacina é disponibilizada nos postos de saúde de segunda a sexta, das 8h às 17h. 

Na capital maranhense, 63 unidades de saúde oferecem a vacina.

Em nota, A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que o caso de Vitorino Freira foi notificado pelo Sistema de Informação de Agravos e Notificação (SINAM) no dia 7 de agosto. 

Na ocasião,a SES iniciou as ações de bloqueio contra o vírus do sarampo em Vitorino Freire. Sobre o segundo caso de sarampo notificado no dia 15 de agosto, a Secretaria adotou medidas de bloqueio vacinal e busca ativa dos contatos.

 E esclarece que, até o momento, a orientação do Ministério da Saúde é a vacinação de rotina, isto é, todas as Unidades Básicas de Saúde dos municípios estão com vacinas disponíveis para imunizar crianças e adultos na faixa etária de 6 meses a 49 anos.

Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário