RÁDIO TROPICAL FM 89,3

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Falta de coerência de Weverton Rocha pode favorecer Carlos Brandão


Ainda é muito cedo para se falar na sucessão de Flávio Dino, mas os dois principais candidatos ao governo têm se movimentado nos bastidores desde cedo para garantir a preferência do eleitorado em 2022.
O senador Weverton Rocha, um dos grandes favoritos ao governo, parece não ter aprendido com os erros da esquerda, em menos de um mês o pedetista fez duas manobras que colocam em duvida a sua capacidade administrar o estado. 
Em recente ação no senado, em plena crise que o país atravessa, Weverton propôs o aumento do fundo partidário de R$ 1,8 Bilhão para R$ 3,7 Bilhões, ação essa bastante questionada no meio político e na sociedade no geral.
Em outra ação contraditória, Weverton saiu em defesa do ministro do turismo, Álvaro Antônio, investigado pela Policia Federal por participar no esquema de candidaturas laranjas do partido do PSL em Minas Gerais. Para Weverton, o ministro é inocente, e disse que o mesmo passa por um “massacre” da imprensa e de opositores.
Por outro lado, Carlos Brandão tem se mantido forte no proposito de ser o próximo governado do estado, mostrando carisma e articulação a frente do governo. Brandão aparece com mais frequência, assumindo o papel de gestor, ele segue inaugurando obras e apresentando ideias positivas para o Maranhão, sem rejeição e com nome bom, as aparições dele tem demonstrado interesse do povo em querer o novo.
Mesmo que de uma forma diferente, ambos têm interesses em comum, ser o sucessor de Flávio Dino.
Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário