RÁDIO TROPICAL FM 89,3

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Projeto propõe reconhecimento a Petrônio Portella como herói da Pátria


Em Projeto de Lei (PL 5342/2019) apresentado na Câmara dos Deputados, o deputado federal Flávio Nogueira (PDT-PI) propõe a inserção do nome do ex-governador do Piauí, Petrônio Portella, no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. Portella articulou mudanças fundamentais para a volta do Brasil à democracia: a Lei de Anistia, que acalmou os ânimos e trouxe de volta os exilados; o fim do AI-5; e a reforma no sistema partidário, que rompeu as amarras do bipartidarismo e abriu o país para a diversidade ideológica do multipartidarismo. 
Para Nogueira, Portella teve inegável mérito na abertura política. Com coragem e determinação, ele foi para dentro do Governo Militar, atuando com intuito de desarticular o regime. Revelou-se um combatente pela causa da liberdade com participações decisivas na história do Brasil com destaque na condução do processo de transição para a democracia, antecipando o fim do regime militar, em uma época em que o medo paralisava muitos de nossos políticos.
“Petrônio foi político articulador e conciliador, com elevada capacidade de dialogar com os adversários e de se adaptar a novas situações políticas. Um dos mais talentosos políticos brasileiros da segunda metade do século XX, figura central na articulação das mudanças fundamentais para a volta do Brasil à democracia. Ele honrou e dignificou a vida pública do país”, destaca o parlamentar.
Ser incluído no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria é receber um reconhecimento formal do Estado brasileiro de grandes feitos para o país. A obra inclui, entre heróis e heroínas, nomes como Getúlio Vargas, Dom Pedro I, Tiradentes, Santos Dumont, Zumbi, Anita Garibaldi, e está depositada no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília.
Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário