RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Meninos que tiveram bola confiscada pela vizinha no MA vão pela 1ª vez a estádio de futebol

Visita emocionante foi feita nesse domingo (26) no estádio Costa Rodrigues, durante partida entre Juventude Samas e Moto Club, no município de São Mateus do Maranhão.

Os cinco meninos que tiveram a bola confiscada pela vizinha e que procuraram a delegacia do município de Presidente Dutra, a 307 km de São Luís, para fazer uma denúncia, foram convidados para irem pela primeira vez, a assistir uma partida de futebol no estádio Costa Rodrigues, nesse domingo (26).

O convite foi feito pelo time de futebol Juventude Samas, que enfrentou o Moto Club de São Luís, durante o jogo pela rodada do oficial do Campeonato Estadual Maranhense, realizado no município de São Mateus do Maranhão, que fica localizado a 159 km da Presidente Dutra, cidade onde os meninos moram.


“É demais! Porque é a primeira vez. Lá em Presidente Dutra não tem estádio”, disse Diego Timóteo, de 11 anos.

Meninos que tiveram bola confiscada por vizinha e fizeram denúncia em delegacia, vão a estádio de futebol pela primeira vez. — Foto: Reprodução/TV Mirante


Os meninos tiveram um dia de diversão bem diferente do que estão acostumados a ter durante as tardes no município maranhense onde vivem e que tem pouco mais de 41 mil habitantes. Eles foram presentados com uniformes do Juventude Samas e acompanhados dos jogadores, entraram juntos no estádio.

 Depois da entrada triunfal, as crianças passaram boa parte do tempo brincando com bolas de futebol, observando lances da partida e conversando com os jogadores dos times. Foi um momento para descontrair e tirar todas as dúvidas sobre o mundo do futebol profissional.


“Nós nunca fizemos a entrada com um time na nossa vida. É a primeira vez é agora. Então a gente tem que aproveitar, né?”, disse Davi Felizardo, de 12 anos.


Crianças nunca tinham ido a um estádio de futebol antes. — Foto: Reprodução/TV Mirante

O volante Rômulo do Juventude Samas, afirmou que ficou muito emocionado com a história dos meninos e da paixão deles por futebol. Por isso, ele disse que fez questão de passar boa parte do tempo conversando com as crianças, como forma de incentivar os sonhos desses pequenos craques, para que quem sabe no futuro, elas tenham uma carreira no futebol.

“A gente sabe que é importantíssimo a gente levar sempre o bem através do futebol, porque livra de muita coisa ruim que o mundo está oferecendo hoje em dia. Então, essa juventude aí, se depender de nós, vai sempre dar um bom exemplo. Porque serve da gente né, tem que partir primeiro de nós que somos exemplos para essas crianças”, disse Rômulo, volante do Juventude Samas.




Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário