RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

quarta-feira, 8 de abril de 2020

PRF prende homem suspeito de receptação na BR-316 no MA

Motorista que não teve a sua identidade revelada foi autuado pelo crime de receptação no final da tarde de segunda-feira (6) no km 566 da BR 316 em Caxias.


Motorista que não teve a sua identidade revelada foi conduzido para o plantão da Polícia Civil em Caxias — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu no final da tarde de segunda-feira (6) na BR-316 no município de Caxias, a 360 km de São Luís, um homem, que não teve a sua identidade revelada, por suspeita só crime de receptação.


Segundo a PRF, policiais rodoviários realizavam uma ronda por volta das 17h30, no km 566 da BR 316, em Caxias, quando avistaram um veículo de passeio parado às margens da rodovia em atitude suspeita. De imediato a equipe realizou a abordagem ao homem que se identificou como motorista e proprietário do veículo.


Indagado sobre o que estaria fazendo naquele local, informou que estava jogando fora restos de um guarda-roupa. Foi então solicitada a documentação pessoal e do veículo, o condutor apresentou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e os policiais rodoviários perceberam indícios de adulteração nos documentos apresentados na documentação decidindo realizar uma vistoria no veículo mais detalhada.


De acordo com a PRF, ao realizar a vistoria nos elementos identificadores os policiais rodoviários perceberam indícios de adulteração e após consulta detalhada remeteu ao veículo com placas do estado do Piauí com queixa de roubo na data de 23 de abril de 2019 na cidade de Teresina, no Piauí.


Depois a equipe constatou que o Certificado de Registro de Veículo (CRV) apresentado tinha queixa de furto do Departamento de Trânsito do Piauí, (Detran) no dia 18 de junho de 2019 conforme indagado sobre a procedência do veículo afirmou que viu um anúncio na rede social há cerca de nove meses e fechou o negócio em um shopping em Teresina pelo valor de R$ 22 mil com um homem que afirmava ser o proprietário contido no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) apresentado. 


O vendedor informou que o veículo estava barato por ser um “Finan ou Estouro” termo utilizado quando o veículo é financiado e somente algumas parcelas são pagas. Que na época vendeu seu antigo veículo pelo valor de R$ 24 mil e pagou em espécie R$ 21 mil e o restante ele transferiu para a conta de uma mulher que, segundo o vendedor, se tratava de sua esposa.


Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao condutor e depois ele foi conduzido para o plantão da Polícia Civil em Caxias sem lesões e sem uso de algemas, onde foi autuado pelo crime de receptação. O veículo foi entregue em bom estado de conservação.


Reportagem : Willame Policarpo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário