RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Com licença! Mas, vou falar um pouco sobre ele Evangelista (Veco).


O que que eu digo...? Ah... Vou tentar dizer alguma coisa..!

Ele era o "LINHA DE FRENTE" do projeto

Vamos aqui neste momento refletir um pouco voltando no tempo, contando um pouquinho do que foi um dos períodos, um pouquinho antes da rádio tropical ir ao ar.

Um dia, estávamos sentados na calçada da casa alugada que o willame morava em frente o que é hoje a Malharia Tribus, eu, o willame e o Evangelista - o Veco - como o willame sempre o chamou.

Naquele dia willame disse Veco, nós vamos montar uma rádio. Ele, sempre muito entusiasmado disse: vamos, ajunta aí a turma.
A turma que eles dizia era: Chico da Voz, Janyclei, R. Silva e Paquito.

Na semana seguinte o willame comprou a torre e começou a montagem da Rádio Tropical. Lembro como se fosse hoje... O Evangelista era sempre o mais empolgado.

O Veco, (como o willame sempre o chamava) sempre foi uma pessoa disposta para tudo na rádio. Ele cuidava da rádio, mais do que nós locutores e operadores.

Ele era como se fosse o "anjo da guarda" da emissora. Ele tinha um grande amor pela rádio.

Ele tinha momentos que servia de conselheiro.

Veco era daquelas pessoas que DEUS botou no mundo, depois rasgou a "receita". Ele era bom.

Sempre tinha uma solução para as coisas com tranquilidade.

Foi um grande profissional. Era feliz como motorista da emissora. 

Ele gostava e se sentia feliz em servir a emissora.

A rádio tropical agora passa a viver dois momentos em sua história.
O tempo até agora com o Veco; e a partir de hoje sem o Veco. Ele era a pessoa da alta confiança pra tudo dentro da rádio.

Era um cara de família simples, sempre disposto a servir com muita responsabilidade no que fazia.

Foi uma perda irreparável para a Rádio Tropical.

Vá em paz Veco! Você cumpriu sua missão.

A vida é mesmo assim amigos.

Hoje estamos aqui.

O amanhã pertence a Deus, e, poderemos não estar.


Redação : Chico da Voz
Reportagem : Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário