RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Operação prende quadrilha especializada em assaltos a Instituições Financeiras no MA

Cinco pessoas foram presas neste domingo (7) em municípios do interior do estado. Com os suspeitos, as Polícias Civil e Militar apreenderam armas e munições.

Polícia Civil e Militar prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em assaltos a instituições financeiras no Maranhão. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma operação realizada ontem domingo (7) em conjunto pelas polícias Militar e Civil do Maranhão prendeu integrantes de uma quadrilha especializada em assaltos a instituições financeiras no estado. Cinco pessoas foram presas em três municípios localizados no interior do estado.

Os criminosos foram localizados após a prisão de um casal suspeito de praticar um latrocínio (roubo seguido de morte) no povoado Pau Vermelho, na zona rural de Vitorino Freire, cidade a 300 km de São Luís. Após a prisão em flagrante, a Polícia Civil constatou que um dos suspeitos estaria usando um nome falso.

Ao checar as informações, ficou constatado que o homem tinha um mandado de prisão preventiva em aberto por assalto a uma instituição financeira no município de Turiaçu, em dezembro de 2019. Durante o assalto, o irmão do suspeito que também integrava a quadrilha, morreu em confronto com a polícia.

Fuzis foram apreendidos durante a operação que desarticulou quadrilha no Maranhão. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A polícia chegou a outro suspeito, que também integra a quadrilha, e que estava em uma fazenda na zona rural de Vitorino Freire. Com ele, foram apreendidos um fuzil e uma submetralhadora. A operação também foi realizada nas cidades de Lago da Pedra e Presidente Dutra e outras pessoas foram presas.

De acordo com a polícia, ao todo, cinco fuzis, uma pistola, dinamite e munições de calibres variados foram apreendidos durante a operação. Em seguida, os suspeitos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário onde vão permanecer à disposição da justiça.

 Reportagem : Willame Policarpo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário