RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

quarta-feira, 14 de abril de 2021

Babá de Henry diz que a mãe dele a orientou a omitir da polícia as agressões de Jairinho

 

Thayná Oliveira Ferreira afirmou que teve medo por ter visto o que o vereador Jairinho tinha feito contra a criança, temendo que algo também pudesse acontecer com ela própria. 


A babá do menino Henry Borel confirmou à polícia que mentiu no primeiro depoimento por se sentir intimidada. 


Thayná Oliveira Ferreira saiu da delegacia no início da madrugada de terça-feira (13) com o rosto coberto, depois de oito horas de depoimento. A babá de Henry disse que mentiu no primeiro depoimento e que queria se retratar. 


Afirmou que teve medo por ter visto o que Jairinho tinha feito contra a criança, temendo que algo também pudesse acontecer com ela própria.  


Contou que quando soube do tipo de lesão que Henry tinha sofrido quando morreu, logo associou às agressões que Jairinho cometia contra o enteado e que as brigas do casal eram frequentes. 


Thayná disse que foi orientada por Monique Medeiros, mãe de Henry, a não falar à polícia sobre as agressões que o menino sofria e a apagar mensagens no celular. Afirmou que a irmã do vereador Jairinho e o advogado do casal também orientaram a omitir informações no primeiro depoimento. A babá citou três situações de violência envolvendo o vereador e a criança. 


“Advogada de Thayná: Ela narrou toda a dinâmica do fatos, explicou tudo direitinho. O delegado tomou a termo. 


Repórter: Foi a Monique que pediu pra ela apagar as informações do celular? 


Advogada: Ela diz que sim, ela diz que sim. 


Repórter: Por que razão? 


Advogada: Ela não diz.” 


Thayná disse que os três episódios aconteceram quando a Monique estava fora de casa. No dia 2 de fevereiro, Jairinho e Henry ficaram no quarto por meia hora, com a porta fechada. Quando os dois saíram, a babá perguntou o que havia acontecido e Henry respondeu “que tinha esquecido e que estava com soninho”. 

A babá disse que, após Jairinho sair de casa, contou para Monique o que tinha visto e que naquele dia, à tarde, Henry reclamou de dor no joelho.  


Thayná confirmou as informações sobre o relato de agressão feito pelo menino no dia 12 de fevereiro, quando ele aparece mancando nessas imagens. Investigadores descobriram o episódio em mensagens no celular de Monique. 


Segundo Thayná, depois que Jairinho saiu do apartamento, o menino revelou que foi agredido. Henry disse que Jairinho tinha dado uma banda e chutado ele, que Jairinho sempre fazia isso com ele, que o padrasto falou que não podia contar, que tinha que obedecer, se não ia pegar ele. 


A babá contou que Henry falou para a mãe sobre as agressões sofridas numa videochamada de celular, pedindo que ela chegasse logo. Monique estava num salão de beleza perto de casa e, segundo a babá, só voltou para o apartamento quase 3 horas depois. 


Thayná disse que o terceiro episódio aconteceu no fim de fevereiro. Jairinho chegou em casa mais cedo e chamou o menino no quarto. Quando os dois saíram, Thayná perguntou o que havia acontecido e Henry respondeu que tinha caído da cama, que o menino estava visivelmente intimidado, e que viu uma marca roxa no braço da criança. 


A babá afirmou que avisou a irmã de Jairinho, Thalita, e a mãe de Monique, Rosângela, sobre as agressões. E que depois da morte de Henry, Thalita a chamou para ir ao escritório do advogado do casal.

  

Segundo Thayná, Monique Medeiros disse no escritório para ela falar à polícia que nunca havia visto nada, nem sobre as brigas do casal, nem sobre as agressões que Henry sofreu, e disse que se sentiu intimidada, já que Monique falou de forma impositiva. 


O advogado André França Barreto, que representava o casal e hoje só defende Jairinho, disse que não teve acesso ao novo depoimento - e que encorajou Thayná Oliveira a dizer a verdade, antes do primeiro depoimento. 

 

Os novos advogados de Monique Medeiros disseram que estão analisando o inquérito e não se pronunciaram sobre as declarações da babá. Nós não conseguimos contato com a defesa da irmã de Jairinho, Thalita Souza. 


Informações G1


Reportagem : Willame Policarpo

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário