RÁDIO TROPICAL FM 89,3

https://cantador.app:9160/live

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Vaquinha virtual é criada para ajudar lavrador que devolveu R$ 3.800 ao dono no MA

Iniciativa foi criada pela população de Guimarães para ajudar Laurenir Sales, que vive em uma casa de barro. 

Uma vaquinha virtual foi criada para conseguir recursos e assim retribuir um nobre gesto realizado pelo lavrador Laurenir Sales, de 47 anos, que ficou conhecido por devolver uma carteira com R$ 3.800 ao dono no município de Guimarães, no norte do Maranhão. 


Após o caso, uma parte da população do município, que tem cerca de 12 mil habitantes, buscou informações e foi descoberto que Laurenir é morador da zona rural, vivendo atualmente em uma casa de barro. 

 


Vendo a situação do lavrador, um grupo de moradores teve a ideia de juntar forças para dar uma casa digna ao ‘lavrador honesto’, como ficou conhecido. A moradia de barro abriga Laurenir e outras quatro pessoas, incluindo uma filha. 

 


A iniciativa é liderada pelo policial militar Aurino Ribeiro, o dono da carteira que foi achada por Laurenir. Parte dos moradores está ajudando com materiais de construção, enquanto outros criaram a vaquinha virtual para arrecadar os recursos necessários para a obra. Ao todo, R$ 120 reais já foram reunidos, mas ainda falta bastante (Veja como contribuir com a vaquinha). 


“Já conseguimos alguns materiais para construção da casa do Laurenir. Pedras, 4000 tijolos, madeira, cimento o projeto da casinha feito por uma arquiteta amiga nossa. Vai dar certo”, disse Aurino. 

 


Gesto de Laurenir ‘viralizou’ 


A história do lavrador honesto repercutiu em Guimarães no dia 15 de junho, quando o lavrador Laurenir Sales passava por uma rua e se deparou com uma bolsa, onde havia uma carteira com R$ 3.800, além de cartão de crédito e vários documentos. No entanto, ao invés de ficar com o dinheiro, ele resolveu fazer uma grande busca para encontrar o dono. 


"Eu vi que dentro havia muitas coisas, inclusive o dinheiro. Procurei na região e não achei o dono. Então levei para casa. Nunca pensei em ficar com a carteira. Chegando em casa, como disseram que o dono poderia ser um morador da região, eu achei melhor anunciar na rádio", disse o lavrador. 

 


Com o anúncio em uma rádio comunitária, finalmente o dono da carteira foi encontrado. Se tratava do policial Aurino Ribeiro, que tinha deixado cair a carteira quando foi a Guimarães fazer o pagamento de alguns gados. 


"Era um dinheiro muito importante, e também tinha todos os meus documentos. Quando eu cheguei na rádio, ele chorou, eu agradeci. Tentei até oferecer uma ajuda, mas ele não aceitou. É um grande exemplo de ser humano", disse o PM. 


Reportagem: Willame Policarpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário